Obras de arte, design autoral e uma escada sinuosa destacam-se em cobertura dúplex

Obras de arte, itens de design e uma escada escultural destacam-se nessa cobertura dúplex (Foto: Fran Parente/Divulgação)No hall, um aparador da década de 1960 recebe os visitantes, que deparam imediatamente com a escada sinuosa, executada pela ICC Escadas – os degraus revestem-se de travertino da EDM do Brasil, mesma pedra de todo o piso deste pavimento

 

Antes, uma casa enorme, cercada de jardins e impregnada da vida em família de tempos remotos. Agora, um dúplex de 960 m², para onde o casal carregou seus tapetes, seus quadros e nada mais. Todo o restante veio por sugestão das arquitetas Marina Cardoso de Almeida e Sarah Bonanno, do Tria Arquitetura, que incentivaram os proprietários a deixar para trás os móveis clássicos, uma bagagem de décadas, e encampar uma decoração contemporânea, de linhas limpas e aberta às cores e texturas.

 

Obras de arte, itens de design e uma escada escultural destacam-se nessa cobertura dúplex (Foto: Fran Parente/Divulgação)No lounge de entrada (em primeiro plano), a poltrona Delfino, design Erberto Carboni para a Arflex, posiciona-se diante do sofá Rift, design Patricia Urquiola para a Moroso, disposto sobre uma composição de três tapetes estonados da mesma designer, tudo na Micasa, e complementado por mesinhas de apoio Disco, de Bruno de Carvalho, na Novo Ambiente – junto à lareira, o living conta com sofá Dock, design Piero Lissoni para a B&B Italia, na Casual Móveis, poltrona Montevideo (ao fundo, à esq.), design Claesson Koivisto Rune para a Tacchini, e um par de poltronas Lagoa (ao fundo, à dir.), design Zanini de Zanine para a Tacchini, todas na Micasa

 

 

Recomendaram, ainda, uma ocupação totalmente diversa dos metros quadrados disponíveis, mais alinhada como momento da dupla na faixa dos 60 anos, que se divide entre endereços no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa. “Das quatro suítes existentes, eles só precisavam da própria e de mais uma, para acomodar os netos”, conta Marina.

Obras de arte, itens de design e uma escada escultural destacam-se nessa cobertura dúplex (Foto: Fran Parente/Divulgação)Na sala de jantar, foi preciso ocultar duas janelas a fimde ganhar uma superfície grande o bastante para receber a tela de Fátima Mendonça – ao centro, mesa Amorfa, de Arthur Casas, na Micasa, rodeada por cadeiras Max, do mesmo autor para a  +55 Design, e luminária pendente Meshmatics, de Rick Tegelaar para a Moooi, na Novo Ambiente, enquanto a lateral é ocupada pelo bufê Curva, design Metro Arquitetos para a +55 Design, e pela tela de Ana Vidigal

 

 

 

Bastou uma visita ao imóvel para as profissionais identificarem como iniciariam o projeto. “A suíte máster, no pavimento de baixo, ficava voltada para os prédios do bairro, enquanto do outro lado a vista é linda, dá para a marginal do Rio Pinheiros. Pareceu óbvio que precisávamos aproveitar esse visual.” Os aposentos dos moradores – que hoje incluem um banheiro e closet para cada um, além de varanda exclusiva, copinha, biblioteca e home office – migraram para a cobertura, onde têm a companhia da área de lazer. A estratégia para aumentar o conforto ao receber familiares e amigos foi ampliar o terraço coberto em frente à piscina, de modo que ele comportasse espaço de refeições e um estar. E nem esse ambiente, meio externo, meio interno, foi deixado de lado na hora de pensar a disposição da vasta coleção de arte. “Propusemos reunir ali as obras de José Guimarães, que antes ficavam espalhadas”, lembra Marina.

Obras de arte, itens de design e uma escada escultural destacam-se nessa cobertura dúplex (Foto: Fran Parente/Divulgação)Neste ângulo do living, o traço contemporâneo de Zanini de Zanine nas poltronas Lagoa para a Tacchini, na Micasa, contrasta com os arabescos do tapete persa, parte do acervo dos moradores, mas o colorido se encarrega de harmonizar o conjunto próximo à escada, encimada por uma pintura do artista plástico José Guimarães

 

 

 

 

No andar de baixo, as curvas da nova escada suavizam a escalada dos degraus – afinal, há 5,20 m de diferença entre um piso e outro. O elemento sinuoso, que esconde sua alma metálica sob o acabamento, se junta a esculturas clássicas de mármore na ala social, contrapondo seu design surpreendente, calculado por softwares, às formas esculpidas em séculos passados.

Obras de arte, itens de design e uma escada escultural destacam-se nessa cobertura dúplex (Foto: Fran Parente/Divulgação)Na área de lazer, no pavimento superior, um pergolado de madeira instalado sob a laje se prolonga para além dela, ampliando a porção coberta – o espaço gourmet é adornado por uma gallery wall composta de pinturas de José Guimarães e equipado com a poltrona Giunco, da Paola Lenti, na Casual Móveis, a mesa de centro Pedras, design Metro Arquitetos para a +55 Design, e, ao fundo, a mesa Portuguesa com Certeza, design Studio MK27 para a +55 Design

 

Em mais um jogo de opostos, ripas de madeira revestem três grandes volumes – a lareira, o elevador interno e a parede do home theater –, e outro elemento marcante, um pilar robusto, cobre-se de aço inox. Foi o bastante para personalizar a base e, ao mesmo tempo, quebrar a frieza dos cômodos amplos, vestidos a rigor: não existe luminária ou móvel sem assinatura. “O repertório dos clientes era bastante internacional. Mas bati na tecla de que eles não deveriam importar tudo. Dizia, ‘ah, vocês têm que conhecer essa loja’, e os levava para ver o trabalho excelente de gente daqui”, fala a arquiteta.

 

Obras de arte, itens de design e uma escada escultural destacam-se nessa cobertura dúplex (Foto: Fran Parente/Divulgação)No quarto principal, a cama Febo, design Antonio Citterio para a B&B Italia, na Casual Móveis, possui lençóis da Trousseau, colcha da Tania Bulhões e cabeceira de palha de seda, com tecido de Nani Chinellato, executada pela Wood Design Marcenaria – na parede, tela João Sanglier, de Francisco Vidal

 

Dessa maneira, peças de Arthur Casas e Metro Arquitetos se tornaram vizinhas de itens com a grife da espanhola Patricia Urquiola em locais como a sala de jantar e o lounge de entrada, ambos com personalidade forte. “Grandes arquitetos brasileiros ajudam a disseminar o design nacional com suas criações. Isso é importante porque abre caminho para outros profissionais do segmento”, pontua Marina.