Como escolher a bancada, a cuba e a torneira ideal para o banheiro

Projetar uma casa ou apartamento do zero pode ser uma tarefa superdivertida, mas também trabalhosa! No banheiro, por exemplo, é preciso escolher revestimentos, móveis e acessórios levando em conta não só o design, mas também a funcionalidade no dia a dia. Para ajudar quem se encontra frente a essas decisões, listamos os tipos de bancadas existentes e como escolher a ideal para seu banheiro ou lavabo. Confira!

Gabinetes para banheiro: 13 formas de usar (Foto: Divulgação)Como escolher a bancada ideal para seu banheiro (Foto: Divulgação)

 

 

 

Tipos de bancadas

Segundo a arquiteta Marcy Ricciardi, do escritório Marcy Ricciardi Arquitetura de Interiores, há quatro tipos principais de bancadas que podem ser encontradas no mercado: as de pedra natural, pedra sintética, porcelanato e madeira.

Entre as de pedra natural estão granito, mármore e limestone, que são materiais mais porosos. “Por outro lado, as sintéticas [que são fabricadas] possuem maior quantidade de quartzo em sua composição, o que as deixa mais resistentes e menos porosas”, explica a arquiteta.

As de porcelanato não possuem porosidade e apresentam uma durabilidade maior, além de conferirem um toque moderno ao décor. E as bancadas de madeira, menos comum do que as outras, levam ao ambiente um toque rústico e aconchegante – e compõem muito bem com cubas de apoio.

Como escolher a bancada ideal para seu banheiro (Foto: Divulgação/Marcy Ricciardi)Bancadas com cuba esculpida estão em alta (Foto: Divulgação/Marcy Ricciardi)

 

 

“Há público para todos os materiais, pois existe quem não abra mão do aspecto natural e quem prefira um visual mais moderno. Mas uma dica importante é que as bancadas de pedra natural e de madeira ganham maior durabilidade quando impermeabilizadas”, revela Marcy.

Cubas e torneiras

As cubas para banheiro também podem ser de vários tipos, mas a arquiteta ressalta uma que está super em alta no momento: a esculpida, seja em pedra ou porcelanato. No entanto, fique atento: “Tenha cuidado com esse tipo de cuba em banheiros de uso diário, por conta da limpeza e manutenção nas áreas de rejunte. Elas são uma ótima opção para lavabos, por exemplo, conferindo um ar criativo e moderno ao ambiente”.

Outros dois modelos que fazem sucesso são as cubas de cerâmica em dois formatos: a de apoio, que fica instalada em cima da bancada, e a de sobrepor, que fica embutida mas com as bordas aparentes, logo acima do tampo.

Há ainda, no mercado, as cubas de embutir, que são mais comuns e instaladas por baixo do móvel ou bancada, e as de semi-encaixe, instaladas de forma que um lado fique todo aparente, dando um aspecto ousado ao banheiro ou lavabo.

Como escolher a bancada ideal para seu banheiro (Foto: Divulgação/Marcy Ricciardi)Cuba de apoio é opção que combina com bancada de madeira (Foto: Divulgação/Marcy Ricciardi)

 

Já entre as torneiras pelas quais você pode optar, a arquiteta destaca as de mesa, que são instaladas na bancada, e também as que tem bica alta, pois facilitam o uso. Outras opções disponíveis são as de parede e as de vidro, com visual supermoderno.

Dicas para a escolha

Na hora de fazer suas escolhas, o primeiro passo é sempre entender qual uso será feito do banheiro: algo mais casual, como um lavabo, ou se será um banheiro de uso diário. “No caso de lavabos, como a bancada possui menor probabilidade de manchas com maquiagem, pasta de dente ou cremes, a cuba pode ser esculpida ou de cerâmica colorida, por exemplo”, explica.

Já em banheiro do dia a dia, a chance de a bancada sofrer com manchas é maior, por isso a escolha deve priorizar materiais mais resistentes. Porcelanato é a melhor opção! Seguido da pedra sintética que, quanto maior a quantidade de quartzo em sua composição, menos porosa ela será – e, consequentemente, de manutenção mais fácil.

Como escolher a bancada ideal para seu banheiro (Foto: Divulgação/Marcy Ricciardi)(Foto: Divulgação/Marcy Ricciardi)

 

 

Dentre as pedras naturais, a de mármore é a mais porosa de todas! Considere utilizá-la em lavabos e banheiros usados com menor frequência. Já com relação à torneira, independentemente de seu projeto, considere sempre utilizar modelos com arejador – além de ajudar na economia de água, também evita respingos na roupa.

 

Além disso, a arquiteta não recomenda a torneira feita de vidro para quem gosta de tudo sempre impecável: “Logo após o uso ela fica molhada e, quando a água seca, fica manchada. Escolha pelo design, mas a funcionalidade deve acompanhar a decisão!”.